domingo, 29 de julho de 2012

Termino..


Bom, infelizmente eu sou algo que ninguem gostaria de ser, sou humano! Eu cometo erros, eu faço escolhas erradas, assim como as vezes eu tambem acerto em algumas.
Eu não sou forte, sim, eu consigo levantar minha cabeça, dar um passo, talvez dois, mas o terceiro acaba sendo tão dificil, e lá estou eu, tentando dar o primeiro passo outra vez.
Sabe quando alguém te pergunta: como você ta?! E então você mente pra si mesmo, e responde: Estou bem e você?. Não, eu não acho que tudo ficará bem, assim como também não vai ser fácil esquecer de tudo, como se nada tivesse acontecido, porem  tudo aconteceu, agora é cada um por si, e não, nós por nós. Se vai ser difícil? é claro que vai, mas ja passei por isso antes, e superei. Porque desta vez seria diferente? Talvez porque eu realmente tenha acreditado em todas as suas falsas promessas?  Sim, eu acreditei, em TODAS elas, não, eu não me arrependo de ter confiado, assim como também JAMAIS me arrependerei de tudo.  Não me arrependerei do tempo, não me arrependerei do esforço pra tentar te mudar.Não me arrependerei de ter te amado tanto assim. E não me arrependo de ter lutado tanto. Por que afinal, quando a gente quer muito uma coisa, o certo a se fazer é ir atrás e lutar, não é mesmo?
Eu tentei ser forte, eu levantei a cabeça,  coloquei um sorriso no rosto, eu sai, e eu realmente tanto fiz os outros acreditarem que estava bem, como eu mesmo acreditei nisso.Mas não fui forte o suficiente para ficar com a cabeça erguida por tanto tempo. Então, eu chorei, não porque tava doendo, porque de certo modo, eu me acostumei com essa dor, eu chorei, porque eu não consegui entender, como você seguiu em frente tão rápido, como alguém que ainda diz que me ama, consegue fazer isso?
Ta sendo realmente muito difícil seguir em frente, o que pra você foi fácil de mais não é?  ou vai acabar me dizendo que este é mais um dos seus joguinhos?
Não muda sabe? por mais que eu queira, nada muda, eu posso me distrair, eu posso sair, eu posso fazer mil coisas, mas minha cabeça ainda estará apenas em um ponto. você!

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Olha, eu sei que o barco tá furado e sei que você também sabe, mas queria te dizer pra não parar de remar, porque te ver remando me dá vontade de não querer parar também.Tá me entendendo? Eu sei que sim. Eu entro nesse barco, é só me pedir. Nem precisa de jeito certo, só dizer e eu vou. Faz tempo que quero ingressar nessa viagem, mas pra isso preciso saber se você vai também. Porque sozinho, não vou. Não tem como remar sozinho, eu ficaria girando em torno de mim mesmo. Mas olha, eu só entro nesse barco se você prometer remar também! Eu abandono tudo, história, passado, cicatrizes. Mudo o visual, deixo o cabelo crescer, começo a comer direito, vou todo dia pra academia. Mas você tem que prometer que vai remar também, com vontade! Eu começo a ler sobre política, futebol, ficção científica. Aprendo a pescar, se precisar. Mas você tem que remar também. Eu desisto fácil, você sabe. E talvez essa viagem não dure mais do que alguns minutos, mas eu entro nesse barco, é só me pedir. Perco o medo de dirigir só pra atravessar o mundo pra te ver todo dia. Mas você tem que me prometer que vai remar junto comigo. Mesmo se esse barco estiver furado eu vou, basta me pedir. Mas a gente tem que afundar junto e descobrir que é possível nadar junto. Eu te ensino a nadar, juro! Mas você tem que me prometer que vai tentar, que vai se esforçar, que vai remar enquanto for preciso, enquanto tiver forças! Você tem que me prometer que essa viagem não vai ser a toa, que vale a pena. Que por você vale a pena. Que por nós vale a pena.
Remar.
Re-amar.
Amar.

                                                       - Caio Fernando de Abreu

domingo, 8 de julho de 2012

Pensamento Aleatório


E certo dia, eles acabaram se encontrando, como se antes tivesse acontecido no passado, e o agora, seria apenas o agora, daqui a um minuto, ainda continuaria sendo o agora, e assim pretenderam viver todos os dias até que acabasse. Ele prometeu ama-la  pra sempre, Ele não passou nenhum dia desde o agora,  sem dizer que a amava,  sem dizer o quanto sentia a  falta dela, E  o quanto ele ficou se declarando, O quanto ele sentia ciúmes, o quanto ele a protegia, e quantas vezes ele disse queria ela, afinal o que ela fez? Talvez ela tenha o negado algumas vezes, talvez ela o tenha trocado por qualquer outra coisa em qualquer momento. Talvez ela  só tenha se lembrado dele, quando ela estava realmente sozinha, quando ela não tinha mais ninguém pra lhe fazer companhia. E Ele? Quantas vezes mesmo acompanhado ele desejou estar ao lado dela? Quantas vezes mesmo com tantas pessoas legais ele estava triste porque apenas queria estar  com ela, ou que ela estivesse ali,com ele. E quantas vezes ele sonhou, e acordou triste por não ter ela ao seu lado.Quantas vezes ele lembrou dela, e por um simples momento ele sorrio só por lembrar do seu sorriso e isso lhe deu vontade de chorar. E depois de tudo,  depois de ver que os motivos para continuar lutando já não eram o suficiente, mesmo que os motivos para desistir fossem maiores, ele ainda estava lá, insistindo em tudo aquilo. Sabe, e depois de tanto ele correr atrás. Ele desistiu, não por não querer mais. Apenas por ter cansado de lutar sozinho.E o agora, já não importava mais, então ambos seguiram seus caminhos. Ela se lamentando, por perceber que perdeu quem amava, Se lamentando por não ter dado valor em alguém que realmente a amava, Se lamentando mais uma vez por ter percebido que já era tarde demais para ama-lo. E percebeu, que mesmo estando rodeada de pessoas, Ele, era quem ela mais queria naquele momento. E ele? Bom ele estava seguindo seu caminho, não que tenha sido fácil pra ele, seguir seu caminho sozinho, mas ele sabia que enquanto ele vivesse o passado, o futuro jamais o pertenceria . Então ao invés de virar a pagina, ele resolveu trocar de livro. Mas nenhuma história coagiria de acordo com aquela,  e não importava quantos livros ele lesse jamais, iria substituir aquele. Mas o que esta escrito, e o que foi escrito, não se apaga sem deixar uma marca, então o tempo tratou de apagar tudo aquilo e também tratou de cuidar com que eles se encontrasse novamente.
E depois de tempos, eles se esbarraram, e la estavam eles novamente, se olhando como se fosse a primeira vez, então os mesmo sorrisos bobos floresceram  pelo canto da boca e os cobriram os lábios, eles sabiam que a chance deles tinham chego, e quem pode evitar ler o mesmo livro com a mesma boa história duas vezes? E se continuassem? E se não continuassem? E se tudo fosse como antes? E SE, E SE, E SE?...  Então, por um simples momento um sorriu para o outro, e cada um seguiu seu caminho, Não por falta de coragem, nem por medo de tentar mas uma vez, certas coisas não muda, ninguém muda. Confiança é algo que muitos querem mas não dão motivos para “receber” . Por tanto preste atenção quando alguém te ama, se não sente o mesmo, não iluda, não minta, não seja quem você nãoé, apenas para ver alguém feliz,  a verdade dói, mas uma hora ou outra para de doer, e a mentira?  Sim, ela doerá todas as vezes que você lembrar de todos os momentos vividos sabendo que tudo aquilo não passou de uma mentira. Então se você ama, ame de verdade, confie, sinta ciúmes, chore, brigue, morda, cuide, proteja, e faça todas essas coisas idiotas, mas não deixe de amar, de atenção, mostre que ame, não deixe que seja tarde demais para amar.