segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Aceitação



Hoje pela manha, fiz como eu faço todo dia, acordei, arrumei meu quarto, troquei de roupa, lavei o rosto, escovei os dentes, me calcei, coloquei o óculos, conectei o fone de ouvido no celular e fui para a faculdade. A mesma longa e chata rotina de sempre.
Sabe aquele mundo paralelo onde você se conecta e começa a refletir sobre tudo o que te acontece e tudo o que pode lhe acontecer? Então é  isso o que tem  me “assombrado” ultimamente, eu começo a criar expectativas demais e no fim, nada. Então hoje eu pensando em todas as coisas que acontecem e aconteceram,  e por um momento eu fiquei mal, por ver que certas coisas jamais dariam certo, que algumas vezes nadamos,nadamos,nadamos, e acabamos morrendo na praia. Então troquei de pensamento, comecei a pensar na coisas que aconteceram  sem ter uma explicação,  que simplesmente acontecem porque elas tem que acontecer,  que traz felicidade,  me que faz bem, e diante disso nada mais importa, então consegui ficar um pouco melhor, por um tempo, apenas por pensar que no meu ponto de vista, algumas coisas podem estar corretamente certas,  mas para os outros não, apenas por “medo” do diferente. Até porque a sociedade onde vivemos é tão rotulada,  que se você vai contra algo, tu é rebelde, revoltado e bla bla bla. Política, Religião, Sexualismo, Doenças, e assim vai, resumindo de uma melhor forma, uma sociedade preconceituosa e intolerante, essa é a realidade, porque ninguém mais liga para ser feliz, ninguém mais liga em viver o amor, hoje em dia todos ligam para o que os outros vão pensar. Isso não é certo, você vai deixar de ser feliz por que os outros pensam que é errado? Até quando você vai viver assim?.  Pense.
Todos falam de bulling, como se fosse algo fácil falar de algo que você nunca viveu e que você já praticou. Eu sou uma das pessoas que sofreram bulling no colégio,  e sabe porque não interferiu em nada na minha vida?, porque ao contrario de muitas pessoas eu tenho mente aberta, para mim pessoas com mente pequenas e fechadas só sabem criticar, xingar, e colocar defeitos, simples assim, viu como é facil de se notar uma pessoa inútil. Mas quantas pessoas já não passaram por isso não é mesmo?. Até quando as pessoas vão ficar julgando umas as outras sem as conhecerem? Ficarem falando mal, julgando, dizendo isso e aquilo, como se fosse mudar alguma coisa na realidade de alguém, acredito que já esteja mais que na hora das pessoas começar a acreditar que as coisas mudaram, no mundo onde vivemos todo tipo de amor é valido, porque não seria valido algo que no mundo está em falta?. É tão fácil sair julgando sem saber o que se passa com o outro, por exemplo um casal que se ama, seja ele heterossexual ou homossexual ( uma gorda e um magro, um magro e uma gorda, uma gorda e um gordo, uma gorda afrodescendente e um magro caucasiano, um magro afrodescendente e uma gorda caucasiana,  uma afrodescendente e um afrodescendente, uma baixinha e um baixinho, uma baixinha e um alto, uma alta e um baixinho, um alto e uma alta,  um pessoa com uma deficiência e uma outra pessoa,   dois homens,  duas mulheres,  um homem e uma mulher), inúmeras junções se casais que podem ser formadas, quantas junções dessas você teria algum preconceito? Várias, não é? Hoje o que todos querem é ser feliz, mas ninguém aceita a felicidade do outro, todos julgam um ao outro pelas atitudes, pelos erros, como se ninguém os cometesse. Todos se auto julgam como se fosse o dono da razão. Parem de julgar os outros e comecem a aceitar que tudo muda, as pessoas mudam, ninguém vai ser igual a ninguém, qualidades, defeitos, é disso que o ser humano basicamente consiste. Imagine alguém idêntico a você, com as mesmas atitudes, as mesmas opiniões, os mesmo erros, as mesmas qualidades, se as vezes você já não se suporta, imagine alguém perfeitamente igual a você. Seria difícil de se conviver não é mesmo?, “A diferença fortalece a sintonia”, é basicamente isso.
Voltando ao meu cotidiano, hoje eu indo pra faculdade, comecei a pensar nas vezes que eu me apaixonei e quebrei a cara, ou que não deu certo, então eu parei e percebi, que independente as vezes que não deram certo e eu fiquei mal, eu sempre acabarei me apaixonando de novo, não porque eu sou burro, e sim porque eu acredito no amor, e no que o amor pode me dar, e seguir em frente depois de uma perda, faz parte da vida, uma hora ou outra perdemos coisas e pessoas importantes, e como sempre dizem:" Depois que perde, da valor".  O que é verdade, Pois enfim,  eu estava indo, escutando musica, quando vi uma menina, uma jovem com síndrome de Down, ela aparentava ter uns 17 anos, pra mais, talvez, e eu tava descendo meio triste sei la, pensando na vida, ai ela parou colocou a mão na cintura like a diva, olhou pra mim e fez um joinha e deu um sorriso, meeeeeu aquilo foi a coisa mais incrível que poderia ter acontecido no meu dia! Eu me senti tão feliz naquela hora, que eu tive que parar e dar um joinha e um aperto de mão, para algumas pessoa, isso não é nada, para as pessoas que não se importam, mas pra mim, o que importa são os pequenos gestos, as pequenas atitudes que podem mudar seu dia.São coisas realmente especiais. Agora você pensa, e se eu tivesse preconceito? Talvez eu não tivesse a mesma atitude que tive, e ela? Ficaria lá no vácuo, com  o sorriso incrível que ela estava pela manhã. Por tanto, abra sua mente, comece a aceitar as pessoas como elas são, automaticamente você começará a se auto aceitar, começará a ver que nem tudo na vida é tão ruim assim, que algumas coisas virão para o bem e não para o mal. Respeite, porque você nunca sabe como uma pessoa se sente e pelo que ela passou para ter tomado tais decisões na vida.Não julguem, porque assim como uma hora você esta julgando, pessoas podem te julgar. E acima de tudo, não esqueça de ser feliz.

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário