terça-feira, 1 de abril de 2014

Sabe quando você simplesmente se enche de todo mundo?
Então, isso aconteceu comigo, de uns tempos pra cá eu abri meu olho e percebi que tudo o que se encontrava em torno de mim estava completamente errado, começando pelo meu circulo de "amigos", se é que é assim que devemos chamar. Então resolvi fazer um corte, muitas pessoas que eu pensei que seriam amigos por um bom tempo, eu resolvi não conversar mais, simplesmente pelo falo de que não tenho mais espaço na minha vida para tantas mentiras e falsidades. E aos poucos eu fui mudando, mudei minhas amizades, mudei minha rotina, mudei minhas idéias, e mudei meus planos, e desta vez, definitivamente, deixei tudo para trás e fazendo isso comecei a me sentir melhor, sinceramente. Joguei fora lembranças de momentos que jamais voltariam a acontecer, desisti de tentar mudar pessoas que provavelmente jamais conseguiria mudar, desisti de pessoas que cheguei a amar mais do que a mim mesmo, desisti de esperar por um amor perdido no tempo. Então, eu comecei a ir em frente, porque eu sei que mesmo que eu tenha que deixar muitas coisas para trás, outras coisas melhores podem me esperar la na frente, e sei que é necessário abandonar algumas bagagens no meio do caminho, bagagens e consequentemente pessoas. Algumas pessoas sentirão falta de você, mas não porque gostam de você, mas sim porque geralmente estão precisando de algo. Depois de um tempo, você percebe que coisas que eram importante, ja não importam tanto quando antes, você ja não tem mais necessidade de ir pra casa para ver seus amigos e sair com eles, você vai pra cara para ver seus pais. Percebe que o tempo está passando rápido demais e que não vale a pena perder com certas pessoas, ou certas coisas. Eu resolvi finalmente viver, sem me importar com ninguem, sem opinar na vida de ninguem, resolvi apenas deixar as pessoas se foderem tomando as decisões erradas, apenas ficando sozinha, sem amigos, apenas se perdendo dentro de si mesmo. Eu nunca acreditei quando minha mãe me falava que algumas amizades me derrubariam, até eu me ver caindo e me perdendo. Quando você percebe que tudo esta se perdendo, você percebe que tem mais inimigos que amigos, que na sua vida tem muita inveja, que só há pessoas querendo seu mal, chega uma hora que você vê que mesmo que doa, você tem que se livrar de tudo o que te prende, tudo o que não lhe deixa respirar, se libertar de tudo o que te derruba e o que lhe põe para baixo. Eu estou sendo mais sincero comigo mesmo, estou apenas querendo viver enquanto há tempo, estou me dedicando mais a mim mesmo, e estou encontrando uma nova maneira de me amar, me amar primeiro que todo mundo, pensar em mim primeiro, porque não tem ninguem mais importando que eu. Não tenho mais confiado em todo mundo, não estou contando minhas vitórias e nem minhas derrotas, estou ganhando em silencio, aprendi que nem sempre seu amigo ficará feliz pelo que você conquista, e nem sempre ele vai desejar algo bom pra ti. Estou tentando me curar, consertar meu coração que estava quebrado a tanto tempo, e ultimamente eu tenho achado estranho não estar gostando de ninguem, e só querendo encontrar uma maneira de fazer a coisa certa para mim mesmo, para que eu esteja de bem comigo mesmo, que todo dia eu acorde e pense: vou ser feliz de que maneira hoje? E eu estou conseguindo se feliz, dia após dia, sem estresses, sem preocupações, sem pensar em mais ninguem, a não sem em mim mesmo. Eu não quero alguem me minha vida agora, porque sei que neste exato momento, não tenho espaço para mais ninguem, eu estou tomando conta de tudo o que há dentro de mim. Eu quero algo completo, não quero essas idas e vindas. Eu não quero mais meia verdade, não quero meias em minha vida. Se for pra ficar, que fique pra sempre. Se for pra ir, que vá para nunca mais voltar. Porque de duvidas ja bastam as minhas. E minha vida ja não tem tanto espaço para indecisões.

Um comentário: