quinta-feira, 20 de agosto de 2015

 Hoje mudei o nome do meu blog para “Como consertar um coração?”, talvez, este seja o motivo para que eu realmente tenha criado este blog. Criei-o para desabafar sobre como seria meus 5 anos morando em Londrina. Meu primeiro post aqui em 2011 foi sobre a faculdade, e bom, não que as coisas tenham melhorado de lá para cá, até porque eu nunca espero que melhore.  Mas fazem 5 anos que sai da minha cidade para fazer faculdade,  e junto com minha decisão, veio responsabilidades e falta absurda de tempo para tudo. Acredito que muita gente já passou por isso, eu não sou o único. Mas parece que minha vida virou uma grande bagunça organizada, e olha que isso nem se quer faz sentido! . E bem, como é de se notar nas postagens anteriores, eu não consegui atualizar o blog durante este tempo. Mas durante os 6 primeiros meses deste ano, eu escrevi dia após dia em uma agenda, tudo o que estava acontecendo comigo, e meu amigo, eu descobri que sou a pessoa mais louca do mundo quando estou apaixonado. E não, isso não é no bom sentido.
Mas não vem ao caso.. E bom, ultimamente meus amigos tem me considerado algum tipo de conselheiro amoroso, ou apenas um conselheiro,  pois veja bem, Eu! Conselheiro! O cara que não consegue nem manter os relacionamentos, ajudando outras pessoas a manter os deles. Estranho, não?! E por incrível que pareça, até pessoas que não são meus amigos, me pedem conselhos!
Não, eu não sou psicólogo,  e não, eu também não sei nada sobre o amor,  e não, minha vida não é anda organizada.  Mas parece que entender os problemas dos outros é mais fácil que entender os nossos próprios problemas. E isso tem me ajudado sabe? Faz-me desligar um pouco das minhas loucuras momentâneas, e pensar mais em ajudar outro alguém.

E daqui para frente, dedicarei meu blog para falar de coisas que acabam machucando o coração, e como resolver isso da melhor maneira possível. E olha que sobre quebrar a cara, eu sou mestre, e fazer origamis com papel de trouxa eu manjo muito.  E eu espero de verdade ajudar vocês. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário